quarta-feira, Outubro 08, 2008

Aprendizagem Instrumental: Importância da Escolha de Estratégias de Estudo Adequadas

Os professores de música de uma forma geral reconhecem a enorme importância do estudo e da discussão de técnicas específicas com os alunos durante as aulas. A maior parte dos professores percebe a importância de encorajar os alunos a utilizarem diferentes abordagens no estudo em casa, começar uma peça nova muito devagar, aumentar gradualmente a velocidade e a fazerem uma análise da peça antes de a tocarem. Em relação a outros aspectos denota-se a falta de uma pedagogia sistemática comum a todos os professores de música.

Os professores têm um papel fundamental não só em ajudarem os alunos na aquisição de técnica musical e no desenvolvimento de estratégias mas também a tornarem-se cada vez mais autónomos e independentes. À medida que a técnica e a experiência dos alunos aumenta é importante encorajar a autonomia na aprendizagem e na aquisição de estratégias que os ajudarão no desenvolvimento de uma prática musical mais eficaz e na preparação para a performance.

Para um estudo mais eficaz os professores devem ajudar os alunos a estarem conscientes da sua própria aprendizagem (metacognição), a abordarem a prática de uma forma sistemática, estruturada e com objectivos definidos. A combinarem uma prática mental com uma prática física, a investirem no estudo e análise da partitura, a planearem sessões curtas de estudo durante o tempo. Devem motivar os alunos deixando-lhes alguma margem para fazerem as suas próprias opções, e a ouvirem exemplos de qualidade de performance musical.

No entanto, os professores devem também perceber e fazer perceber que a quantidade de tempo investido no estudo não significa qualidade e desenvolvimento musical. O mais importante em cada passo é cada aluno melhorar as suas competências ao prestar grande atenção ao desenvolvimento da sua própria capacidade de aprender como aprender.

Andreia Valente da Costa - Aluna do Curso de Piano da Universidade de Aveiro (Excerto de um trabalho escrito para a disciplina de Didática da Música, Junho 2008)


Bibliografia Usada

Barry, N.H. & Hallam, S. (2002) Practice. In Parncutt, R. & McPherson, G.E. (Eds.), The Science & Psychology of Music Performance. New York: Oxford University Press

1 comentário:

Anónimo disse...

Nice fill someone in on and this enter helped me alot in my college assignement. Gratefulness you as your information.

Google